Priscila

Podziel się swoimi doświadczeniami

Há 5 anos atrás fiz um aborto,e hoje vejo claramente que foi a melhor escolha e também a mais difícil da minha vida, apesar de tudo não me arrependo, não consigo pensar na forma de como seria uma criança minha, desde o começo mentalizei que era apensa um feto. Eu tinha 22 anos e namorava a dois anos um moço, na época nos gostávamos muito mas não tínhamos expectativa nenhuma de ter filhos, ele ejaculou dentro de mim e no mesmo dia tomei a pílula do dia seguinte mas para minha surpresa não funcionou e eu percebi que estava grávida desde quando minha menstruação não desceu imediatamente (em uma semana) com o efeito da pílula do dia seguinte, eu lembro que na época eu fiquei desesperada só conseguia pensar em como um filho mudaria minha vida e de como eu sabia que ter um filho era difícil, porque querendo ou não essa responsabilidade sempre cai mais para a mulher do que para o homem, eu lembro que chorava muito e sentia meu corpo enlouquecendo também, mas entrei em um estado de negação de não acreditar que eu estava grávida, todos os dias eu acordava muito enjoada e com vontade de vomitar mas não saía nada eu embaralhava com ansiedade e essas coisas de gravidez, sentia meus peitos muito sensíveis senti minha cintura um pouco mais larga, sentia tudo, o quadril ficar dolorido, sentia até minha coluna, isso nas primeiras duas semanas, até que fiz o primeiro teste de farmácia mas o resultado deu negativo, só apareceu uma linha, a primeiro momento fiquei aliviada porque poderia ser só coisa da minha cabeça e meu namorado tentando me acalmar falou que era só um alarme falso, mas meu corpo me falava que aquele resultado estava errado, pois bem continuei minha vida, eu sentia tudo principalmente minha coluna, quadril e seios doloridos, até que umas duas semanas depois eu vomitei na parada de ônibus do nada indo para a faculdade, um velho me ajudou e perguntou se eu estava grávida...eu só limpei minha boca e disse que sim, foi aí que fui fazer o exame de sangue e lá estava eu gravidissima de mais ou menos uns dois meses e meio, meu chão caiu no momento chorei muito mas sabia que não queria de jeito nenhum ter filho, meu namorado me apoiou e uma semana depois ele comprou o cytotec para eu tomar, eu me preparei para tomar em um fim de semana e assim aconteceu, eu deixei de comer desde ás 22h da noite de uma sexta-feira e tomei duas pílulas na manhã sábado, coloquei debaixo da língua e deixei dissolver depois engoli, passou duas horas fiz o mesmo procedimento de botar debaixo da língua até dissolver só que só com uma pílula, nesse intervalo de tempo só senti cólicas leves, mas depois dessa terceira pílula, não demorou muito e saiu sangue na minha calcinha e na hora fiquei muito feliz, corri para o banheiro e senti um enjoo muito forte não consegui me segurar e vômitei muito, e isso o sangue saindo tipo menstruação, sentei no vaso e os coagulos de sangue começaram aumentar em quantidade até que parei de vômitar, tomei um banho coloquei um absorvente noturno e fui me deitar, eu tinha além do meu namorado um casal de amigos pra me ajudar(eu fiz o aborto na casa deles) eles foram uns anjos pra mim, fizeram minha comida faziam tudo pra mim, eu não levantava pra nada, passou umas horas depois de um sono que dei acordei com cólicas muito muito forte, acho que meu útero estava dilatando, eu lembro que delirava de dor, e meus amigos seguravam minha mão eu não queria ir para o hospital de jeito nenhum porque sempre ouvia histórias de como eles maltratavam mulheres por abortarem, até que a minha amiga me deu um relaxante muscular(ibuprofeno) e logo a dor foi passando, nos primeiros dias meu sangue saía bem intenso e eu tomava ibuprofeno de 8 em 8 horas pois tinha medo de sentir aquelas dores de novo, logo que foi passando os dias o sangue ía diminuindo igual menstruação, duas semanas depois parou e eu fiquei bem. Dois meses depois eu marquei uma ginecologista e fiz um preventivo e meu útero estava bem, a médica nem falou nada sobre gravidez e aborto, depois que isso aconteceu meu relacionamento acabou, eu fiquei bem triste por causa disso mas não era pra ser mesmo senti o luto do fim do meu relacionamento e isso me afetou, mas não me arrependo. Isso passou e hoje sou casada com outro homem.

2014 Brazylia

Jakie uczucia ci towarzyszyły?

Jaką metodą wykonałaś aborcję?

foi intensa mas eu sabia que não estava preparada para encarar aquela realidade.

W jakiej byłaś wtedy sytuacji?

Czy nielegalność twojej aborcji wpłynęła na twoje uczucia?

de certa forma sim as pessoas te julgam um pouco.

Jak inni ludzie zareagowali na twoją aborcję?

Algumas pessoas reagiram mal por seu posicionamento religioso, mas meus amigos mesmo me ajudaram e me entenderam que eu não queria aquilo pra minha vida.

legalna/nielegalna

Jakiego jesteś wyznania?