Nathalia

Share your story

Minha história começa com o sonho de cursar medicina no Brasil, o que é muito difícil. Por esse motivo mudei de cidade pra fazer um cursinho, em pouco tempo terminei um namoro que não ia bem, mas nele tínhamos todos os cuidados com os métodos contraceptivos. O fato é que os efeitos colaterais do anticoncepcional sempre foram fortes no meu corpo, então a camisinha era mais usada. Só que pouco tempo depois de terminar aquele namoro surgiu o interesse por outra pessoa, passado um tempo o sexo aconteceu e como tinham apenas dois dias de fim da menstruação não vimos problemas em transar sem preservativo. Dessa vez realmente não houve problema e então eu esperei o próximo ciclo pra tomar as pilulas corretamente. Enquanto isso usamos o método da tabelinha, que ambos sabíamos que era altamente falho, mas fomos teimosos. No fim das contas, fizemos sexo no dia 4 de novembro e no dia 9 eu senti que ovulei pela diferença da lubrificação vaginal. Ironicamente era o dia mais importante do ano pra mim, o dia que acontecia a prova do ENEM, o maior vestibular do pais, e também o dia da maior desgraça da minha vida: estava acontecendo uma fecundação dentro do meu útero. Eu não acreditava que tivesse ocorrido a fecundação pelos dias de espaço, então fiquei tranquila. Até que três dias antes da minha menstruação vir eu comecei a me desesperar, não sentia a TPM de costume. Com dois dias de atraso eu decidi contar á ele do meu desespero, foi então que no dia 27 fizemos o beta HCG de sangue. Esperamos a tarde inteira juntos, até que saiu o resultado. e estava lá 61,1mcg detectado, ditos como indeterminados pelo laboratório, mas nós sabíamos que era positivo. Nos demos o maior abraço de sincero apoio e decidimos ali que não existia a possibilidade de a criança nascer. Começamos procurar vários métodos abortivos. Tentamos por intoxicação com chás, mas não deu certo. Chegamos a pensar em fazer uma aspiração intra uterina caseira, mas ainda bem que decidimos que era extremamente perigoso.Por fim, começamos a busca por contatos que vendessem o misoprostol/cytotec verdadeiro no Brasil e também encontramos esse site. Nós não conseguíamos o contato e o site foi extremamente útil, mas não tínhamos o dinheiro da doação. Eu já estava desesperada e desacreditada em conseguir por aqui os medicamentos. surpreendentemente eu recebi um e-mail me dizendo que os comprimidos seriam doados. No momento em que eu li esse e- mail com o meu namorado foi um dos poucos momentos em que eu me senti apoiada por alguém alem dele, porque no nosso país o aborto não só é ilegal, mas é um tabu, no qual quando você toca no assunto todos os olhares se viram pra você te julgando como assassina. Mas mesmo sendo enviado não acreditei que chegaria devido a fiscalização de mercadorias importadas pela agencia de saúde, então seguimos o conselho da ONG e continuamos a procurar um contato e outras formas. Decidi tomar cafeína pra aumentar as chances de aborto, e num dia de completa destruição psicológica, irracionalmente eu tomei 6 comprimidos de 210mg. Obviamente passei mal ao ponto de decidir ir ao médico. Foi quando voltei a minha cidade, marquei uma consulta e foi pedida a ultra transvaginal. Quando o médico, aquele profissional capacitado que estava no lugar que um dia eu desejo estar e que eu confiava, me olhou e me disse que eu estava gravida eu tive vontade de chorar, porque era como se me mostrassem que aquilo não era um pesadelo, realmente estava acontecendo. Então, depois de um tempo, com quase um mês, eu consegui uma amigo que conhecia uma moça que tinha feito dois abortos com remédios enviados do Paraguai. Ela me disse que seriam vendidos sete comprimidos, verdadeiros, por 700 reais. Eu não tinha dinheiro desde o inicio e muito menos depois de ter usado em exames e consulta com o problema da cafeina. Mas por sorte meu namorado conseguiu e compramos o remédio. Fizemos o procedimento assim que chegou, em quatro dias, na casa dele. Tive diarreia, calafrio, mas não estava com cólica e achei que não estava funcionando. de repente me deu uma vontade de vomitar incontrolável e no momento em que fiz força pra vomitar comecei a perder coágulos, me senti até aliviada por ver tantos pedaços de sangue. Depois de um bom tempo surgiu uma cólica alucinante e quase insuportável, daqueles que você se remexe e nenhuma posição te ajuda. Eu agachei na cama e saiu um coágulo imenso, do tamanho de um punho pequeno, que parecia um fígado. Tomei paracetamol e quando fez efeito eu dormi porque era madrugada. Acordei com poucas cólicas, um fluxo grande, mas nada anormal. A partir daí eu só tinha que esperar e agradecer a ele que ficou do meu lado e a dois amigos que foram as únicas pessoas q não me julgaram por ter errado e ter escolhido sim fazer um aborto. Ontem, quase completando três semanas que abortei fiz o teste e deu negativo. Senti que todos os problemas do meu mundo acabaram e que eu poderia ficar feliz e calma de novo. e o remédio da ONG? Ele demorou um mês pra chegar, mas chegou. Conclusão, o aborto pra mim se tornou uma causa como uma futura médica e cidadã, nesse tempo aprendi lendo a infinidade de mulheres que morrem sem acesso ao que eu tive, remedios. Acredito que é escolha da mulher guiar a sua vida, afinal uma criança é um ser que precisa de educação e estrutura familiar. Uma menina de 19 anos com sonhos pra fazer faculdade não pode dar isso. Pra todas vocês que passam hoje pelo que eu passei, tentem ser racionais, nao ponham suas vidas em risco, busquem apoio de quem form um amigo ou um familiar. Sempre tem como ter uma saída, uma solução e no final a sensação é de alívio de ter conseguido e de ter tido boas pessoas ao seu lado. Boa sorte a quem ler o depoimento e está tão angustiada enquanto estive nessas 8 semanas.

2014 Brazil

What were your feelings about doing the abortion/s?

How did you do the abortion?

Tranquila e controlável em casa, mas difícil de ter acesso aos remedios verdasdeiros na ilegalidade.

What was your situation at this time?

Did the illegality of your abortion affect your feelings?

Nunca

How did other people react to your abortion?

Muitas recriminaram e me olharam com julgamento de que eu deveria assumir os meus erros e ter a criança. Poucas respeitaram a decisão e permaneceram oferecendo apoio.

legal/illegal

What is your religion?