P. C.

Share your story

Fiz um aborto e senti vergonha de Deus, mas fiquei aliviada.

2018 Brazil

What were your feelings about doing the abortion/s?

How did you do the abortion?

Tenho 22 anos, um namoro estável (apesar de algumas brigas) de 1 ano e meio e estou perto do final da faculdade. Não uso anticoncepcional há 3 meses e foi nesse período em que acabei engravidando. Conheço perfeitamente o meu corpo e logo que apareceram os primeiros sintomas juntamente com o atraso menstrual eu já sabia, tinha certeza. Seios doloridos e inchados, alteração no humor e enjoos... assim começa a minha história. Tive a certeza que estava grávida com 7 ou 8 dias de atraso, fiz um teste de farmácia que confirmou a gravidez e mostrou que eu estaria com 1 ou 2 semanas. Logo após fiz um beta que pra minha infelicidade e surpresa deu um nível altíssimo, pela minha DUM (última menstruação) eu tinha 6 semanas...uma diferença enorme mas até hoje não tive e nem terei certeza de com quanto tempo eu estava realmente, já que não fiz um ultrassom. Uma mistura de medo, raiva (como vacilei tanto em ter relações sem preservativo e sem anticoncepcional), desespero bateu em mim... mas decidi ser racional o quanto pude e pensar no que e em como faria. Já conhecia pessoas que haviam abortado através do cytotec (misoprostol) e foi atrás delas que fui através de informações. Procurei muito na internet também, li relatos assustadores e outros reconfortantes e após uma caminhada incessante em busca de um remédio que não fosse falso, achei e decidi comprar 6 juntamente com o meu namorado. Nos indicaram 4 em razão das poucas semanas gestacionais mas fiquei com medo, tinha que dar certo de primeira! Numa sexta feira de madrugada, na casa do meu namorado, trancados no quarto, resolvemos fazer. Tomei os 4 primeiros comprimidos e esperei dissolvê-los na boca durante meia hora... logo após isso os primeiros sintomas já apareceram. Eu me tremia MUITO, tive febre e senti cólicas. Vou ser sincera e tranquiliza-las: o nível da dor depende muito da mulher e do tempo de gestação. Numa escala de 0 a 10 de dor não passei do 8... mas tomei 2 comprimidos de ibuprofeno de 600mg durante o processo, o que me ajudou bastante. Consegui dormir e 4 horas depois coloquei mais 2 comprimidos na boca... um tempo depois o sangramento! Veio forte, a ponto de passar do absorvente, do short, de uma toalha e molhar até a cama. Fui ao banheiro me trocar e desceram coágulos (não vi nada como relatam, mas senti que desceram), uma das vezes peguei o absorvente para ver o conteúdo e saiu um coágulo grande, de massa gelatinosa. (Deve ser isso, deve ser ele, eu pensei). Senti uma dor e uma vontade como se fosse fazer cocô e nisso comecei a ver tudo preto... tudo foi escurecendo e eu sabia que iria desmaiar. Sem enxergar nada e suando frio consegui me arrastar até o quarto onde meu namorado estava, já que tinha mais gente em casa e eu não pude gritá-lo para me buscar. Me joguei na cama e fechei os olhos... foi um desmaio ou quase. Ele me puxou pro travesseiro e ali consegui dormir até o outro dia de verdade. No domingo ainda saia sangue... meio vermelho, meio marrom, mas nada do que dizem, nada em excesso como eu havia lido e comecei a achar que não tinha dado certo. O sangue foi tão pouco que na segunda feira só tinha mais umas gotas e cessou. Entrei em desespero! Onde estava todo aquele sangue que eu tinha lido? A dor infernal? O embrião no vaso sanitário? Já estava até me preparando para fazer outro. Os dias da semana foram passando e nada de sangramento... para minha surpresa e infelicidade os sintomas de gravidez não haviam desaparecido. Continuava enjoando demais e nessa altura já faltava bastante ao trabalho, meus seios pararam de doer mas continuavam inchados. Eu estava grávida, pensei. 6 dias depois do procedimento, resolvi fazer um ultrassom após ter feito um novo beta. Meu beta deu positivo como já imaginava, afinal ainda tinha hormônio no meu corpo. Fiz o ultrassom com a certeza de que tinha dado errado mas para a minha surpresa ouvi da médica “não vejo nada aqui, apenas resquícios, parece que você teve um aborto, você o perdeu.”. Não posso dizer que fiquei feliz... felicidade é uma palavra muito forte e em nenhum momento disso tudo eu consegui senti-la. Me senti aliviada. Meu pesadelo havia acabado e aos poucos, a médica me disse, que os sintomas iriam diminuindo pois os hormônios estariam sendo reduzidos até desaparecer. Tive vergonha de Deus. Não sou religiosa fervorosa mas acredito na espiritualidade e Nele! Em todo o momento pedia a Deus que me desse forças e não me deixasse morrer, que fizesse com que o procedimento desse certo, mas tive vergonha. Eu, feminista, defensora do aborto e dos direitos da mulher, tive vergonha. Achei que era demais pedir a Deus que um aborto desse certo, mas tenho certeza que ele não me abandonou. Não quero passar por isso nunca mais na vida e nem desejo a minha pior inimiga. Sei que fiz a escolha certa pra mim, não me arrependo, mas foram dias horríveis...

What was your situation at this time?

Did the illegality of your abortion affect your feelings?

sim! a ilegalidade do aborto fez com que eu me sentisse insegura e receosa de ter uma reação horrível, morrer ou o remédio ser falso.

How did other people react to your abortion?

Me apoiaram e algumas me julgaram indiretamente.

legal/illegal

What is your religion?