L.C Fiz e não me arrependo

Share your story

2017 Brazil

How did you do the abortion?

Ler relatos de outras mulheres que passaram pela mesma situação que eu me deu muita força neste momento tão difícil. Então, escrevo este relato para você, para te confortar de alguma forma, te dar coragem de fazer o que tem que ser feito, e dizer: eu passei pelo mesmo que você! Calma, que dará tudo certo! Durante anos usei a pílula anticoncepcional e nunca falhou. Parei de utilizá-la por motivos pessoais. Estando em um relacionamento sério, eu e meu namorado utilizávamos nossos métodos para prevenir gravidez. E parecia estar dando certo. Até que um dia em que eu já estava esperando pela minha menstruação, veio um sangue avermelhado que só desceu em dois momentos daquele dia e sem cólicas. Achei estranho. Após alguns dias comecei a sentir umas cólicas fracas e persistentes, a acordar com enjoos matinais e sentir ânsia com certos alimentos que até então eu comia sempre. Diante destes sinais, fiquei com medo de estar grávida. Em primeiro lugar porque não sinto vontade de ser mãe, nunca senti, nem sei o que é isso. E o momento pelo qual eu estava passando não era dos mais fáceis, eu estava fazendo malabarismos pra conseguir pagar todas as contas e precisando resolver situações pessoais importantes. Eu também tinha planos para o futuro e estava encarando aquele momento como uma transição para algo melhor. Meu namorado também estava finalmente concretizando planos e sonhos, e com uma situação financeira semelhante a minha. Um filho não desejado naquele momento só serviria para atrapalhar qualquer coisa. Primeiro fiz o exame de sangue, na esperança de descartar esta possibilidade. Porém, pelo resultado, pela quantificação do Beta-HCG do sangue eu estaria grávida de 5 ou 6 semanas. Eu não queria acreditar naquilo! Comecei a buscar na internet sobre situações que podem elevar o Beta-HCG no sangue sem ser gravidez. Eu preferia que fosse qualquer outra coisa, menos gravidez. Pensei então em fazer uma ultrassonografia para confirmar o que estava acontecendo. Marquei a ultrassonografia e no dia e horário marcados aguardei uns 20 minutos na sala de espera que pareceram durar 5 horas! Eu tremia, suava. Quando chegou a minha vez e o médico iniciou o procedimento, eu que nunca entendi ultrassonografia vi algo estranho na tela. O médico deu um zoom exatamente naquilo e disse “é gravidez”. Não consegui fingir felicidade. Ele calculou que eu estava de 7 semanas, me informou o dia previsto para o nascimento, e pediu que eu parasse de respirar para ouvir o coração do feto batendo. Me surpreendi tampando a respiração para escutar o coração dele, mas não senti nada além de raiva, desespero e dó daquele feto que não tinha culpa de nada. Sempre que expus a minha não vontade em ser mãe, escutava das pessoas que caso isso acontecesse comigo, eu sentiria o amor materno na mesma hora, me sentiria “especial”, e “aposto que você vai ficar toda boba”. Não, eu não senti amor materno, não me senti especial, não fiquei toda boba. Meu mundo caiu, eu não queria levar uma vida de mãe. Fiquei muito nervosa. Avisei ao meu namorado e ele me perguntou o que eu faria. Respondi que iria tirar. Eu já tinha ouvido falar no cytotec, e procurei me informar sobre como funcionava e onde conseguiria. Entendi que conseguiria apenas de forma ilegal, e que muitos se aproveitam da ilegalidade para vender medicamentos falsos e arrancar dinheiro das pessoas desesperadas. Também comecei a procurar sobre como o remédio age no corpo da mulher provocando o aborto, e a princípio achei coisas realmente assustadoras. Encontrei vários sites na internet sempre dizendo que o uso de cytotec poderia causar hemorragia, perfuração no útero, dor intensa, morte... fiquei apavorada! Senti medo! Mas eu não queria levar a gestação adiante. Na verdade, eu nem conseguia me sentir grávida, era estranho dizer “estou de 7 semanas”. Encontrei um contato na internet de uma vendedora de cytotec. Começamos a conversar pelo Whatsapp, achei meio falso quando a moça me chamou de “amiga” e ficou me enviando fotos, áudios, etc., mas nem liguei, me enviando os medicamentos era o que importava. Ela sugeriu tomar 4 cytotecs e 1 RU para as 7 semanas de gestação (hoje sei que se alguém te oferecer o RU/Mifepristone, fuja dessa pessoa, pois é falso, este comprimido só é conseguido com receita retida fora do Brasil). Fiz o depósito do dinheiro em um dia e no outro dia já encontrei várias referências na internet chamando o titular da conta em que fiz o depósito de golpista do cytotec. Fiquei desesperada e questionei a moça pelo Whatsapp. O depósito já havia sido feito e os medicamentos já haviam sido enviados, ela não aceitava devoluções e não devolveria o dinheiro. Além disso, combinamos Sedex, mas enviaram via PAC de uma cidade distante! A encomenda iria demorar semanas para chegar! No desentendimento, ela me bloqueou no Whatsapp e perdi a confiança. Eu estava me sentindo sozinha, muito sozinha. Talvez seja injusto falar isso quando se tem um companheiro disposto a te ajudar em tudo o que for necessário, mas pelo que li em outros relatos, não fui a única a me sentir assim. É um sofrimento solitário, ninguém pode arrancá-lo de você. O mal estar que eu sentia não me deixava esquecer este assunto em nenhum momento do dia, tinha enjoos matinais, cólicas fracas, nojo de alguns alimentos, inchaço, seios duros e mamilos doloridos, dificuldade em dormir à noite... Eu chorava escondido, chorava em público, o mal estar atrapalhava a minha rotina, ficava o dia inteiro procurando vendedores de cytotec na internet. Minha vida parecia estar parada em função disso. Continuei procurando outros vendedores de cytotec e encontrei um relato perdido na internet indicando uma vendedora. Comecei a conversar pelo Whatsapp com ela, que parecia um anjo (só parecia). Me ouviu, me acalmou, disse que daria tudo certo, que ela já havia feito o procedimento também e que essas reportagens na internet sobre cytotec eram mentirosas. Parecia tão sincera que fechei negócio: 6 cytotecs e 1 RU (denovo, fuja de quem oferece o RU!). Fiz o depósito, os medicamentos chegaram rapidamente. Quando abri o sedex fiquei um pouco decepcionada, os medicamentos estavam em um saquinho transparente (li vários relatos dizendo para só utilizar medicamentos que estivessem em suas embalagens originais). Eu e meu namorado ainda ficamos pesquisando na internet para tentar entender se aqueles medicamentos eram originais, mas não chegamos à conclusão nenhuma (estava escrito SEAPLE neles, hoje sei que são falsos). Iniciei o procedimento com o RU em uma sexta-feira a noite, e fiz o procedimento com o cytotec no sábado em jejum, com o meu namorado ao lado o tempo inteiro. Fiquei super feliz quando fui ao banheiro e vi descer um corrimento marrom e quando começaram umas cólicas fracas... e fiquei extremamente desapontada porque depois não saiu mais nada e as cólicas passaram. No domingo de manhã questionei a vendedora se poderia via a sangrar mais nos próximos dias, e ela respondeu “o que tinha que ser feito, está feito, você deve estar com aborto retido”, disse que isso era “super normal” e que agora somente uma ultrassonografia me mostraria o que aconteceu. Meus seios ficaram um pouco menos doloridos e os enjoos diminuíram, mas os outros sintomas permaneceram, segundo a vendedora porque meus hormônios ainda estavam altos. Alguns dias depois os medicamentos do primeiro contato que fiz chegaram (demoraram 2 semanas para chegar) e verifiquei que os cytotecs eram originais. Deixei guardados. Marquei a ultrassonografia em outro lugar, diferente de onde confirmei a gravidez, para não levantar suspeitas. Assim que o procedimento foi iniciado, avisei o médico que eu poderia estar com aborto retido devido a cólicas e sangramento. Mas vi o feto se mexendo! O médico, super alegre, disse que o feto estava bem e me colocou para ouvir o coração dele. Dessa vez, ouvir o coração do feto não me deixou com dó, apenas com raiva da situação! Saí de lá, dei a notícia para o meu namorado e para a vendedora. Ela enviou um áudio dizendo que o meu corpo “era forte”, que eu “havia resistido ao medicamento”, e sugerindo que eu fizesse um procedimento com 10 cytotecs. Neste mesmo dia, descobri que essa moça se passa pela Camélia, utilizando endereço de e-mail falso. Descobri que a verdadeira Camélia, tão mencionada na womenonweb nos relatos de aborto com cytotec que deram certo utiliza somente o endereço de e-mail XXX. Fiz o contato com a Camélia verdadeira, e percebi que ela realmente era a mais profissional com quem eu já havia conversado. Fiz o depósito e ela me enviou 6 cytotecs. Assim que os medicamentos chegaram, fiz o procedimento. Eu já estava com 10 para 11 semanas, já sentia uma parte mais durinha na minha barriga e não estava mais com medo de nada, queria sentir a dor e ver o sangue para ter certeza de que estava dando certo. Fiz jejum e iniciei o procedimento com a ajuda do meu namorado (que foi um anjo para mim, principalmente neste dia). Primeiro inserimos intravaginal, e mais ou menos 2 horas depois começaram umas cólicas fracas. Quando chegou o momento do procedimento sublingual, eu decidi (por conta própria) “acelerar” o processo, e ao invés de 2 comprimidos sublingual utilizei 4 (usando também os medicamentos daquele primeiro contato). Me deu diarreia, deitei na cama e aconteceu o que eu temia: vomitei. Naquele momento minhas esperanças foram embora! Informei a Camélia sobre o vômito e ela me explicou que a diarreia era sinal de que a maior parte do princípio ativo já havia sido absorvida. Ao longo do dia, senti basicamente: diarreia (coloquei inclusive um absorvente interno para garantir que os comprimidos intravaginais não caíssem no vaso, e olhava de tempos em tempos para ver se tinha sangue nele), calafrios, vômito, náuseas e cólicas. Também me deu sono, mas não sei se é devido ao cytotec. Depois de um tempo tirei o absorvente interno e eu já estava sangrando, saindo “pedaços” junto com o sangue. Por último usei os dois comprimidos restantes da primeira vendedora, sublingual, para acelerar o processo. Sobre as tão “temidas” dores, o que eu tenho a dizer é: eu já sofri de cólicas intensas quando eu não tratava da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), e eu estava esperando uma dor bem maior do que essa devido aos relatos que li... mas não foi! Em alguns momentos a dor foi semelhante às cólicas da SOP, mas não foi nada de outro planeta. De 0 a 10, onde 0 é ausência de dor e 10 é uma dor insuportável, dou nota 5. O sangramento com “pedaços” continuou ao longo do dia, mas aos poucos a dor e a diarreia foram diminuindo. Em meio ao sangue, fezes e pedaços, não consegui identificar o feto. No dia seguinte, acordei sentindo um alívio que nem consigo explicar com palavras. Senti que tinha dado certo, a parte durinha na barriga havia sumido e pela primeira vez em semanas pude saborear o café da manhã sem sentir ânsia ou nojo. Tive ainda bastante sangramento durante uma semana, chegando a utilizar de dois a três absorventes por dia. Teve um dia que bastou eu sentar na privada e sem fazer força saiu um pedaço grande de mim que cheguei a imaginar que seria o feto! Enviei a foto do pedaço para a Camélia e ela disse que era a placenta, e que isso significava que o feto já havia saído então sem eu perceber. Após 1 semana do procedimento fui fazer a ultrassonografia. Embora eu sentisse que havia dado certo, estava morrendo de medo de deitar naquela cama e ver o feto lá, vivo, se mexendo, acho que peguei trauma disso. Estava tensa na sala de espera. Assim que o procedimento foi iniciado, falei para o médico que tinha tido um aborto espontâneo. Não vi o feto na tela, mas continuei tensa durante todo o procedimento, porque o médico não falava nada. Perguntei como estava e ele disse que haviam apenas restos de gestação (não sei se ele desconfiou de algo ou se é frio daquele jeito mesmo) Só consegui relaxar quando saí da sala, foi quando pude respirar aliviada que havia dado certo! Permaneci sangrando (pouco) na segunda semana, e agora estou tomando remédio para eliminar os restos de gestação. Li relatos de mulheres que pediram perdão, em suas orações, por terem abortado. Eu não pedi perdão. Fui ensinada que só se pede perdão por aquilo que a gente se arrepende de ter feito. Eu não me arrependo. Senti alívio. Como já disse antes, não conseguia me sentir grávida, só conseguia sentir que havia alguma coisa em mim me fazendo passar muito mal. As pessoas romantizam a maternidade e fingem se importar com fetos que ninguém se importa depois que nascem. Então, se você estiver passando pelo mesmo que eu passei, faça o que tiver que fazer e siga sua vida em paz.

What was your situation at this time?

How did other people react to your abortion?

Somente eu e meu namorado sabíamos

legal/illegal